Espaço Destinado a Entrevistas da Rádio Baixada Santista.
Nosso Blog Oficial: https://rbsrock.blogspot.com


Entrevista com a Banda Tubarão Martelo

Banda Tubarão Martelo Rock Blues, de Campos dos Goytacazes/RJ, para entrevista da Rádio Baixada Santista, redigidas pelo vocalista Kiko Anderson.

1-Como surgiu a banda?
A banda surgiu em julho de 2011, da dissolução de outra banda anterior, que se chamava Anárquicos Anônimos. Quando a antiga banda acabou, o vocalista Kiko Anderson e os guitarristas Dayvison Luiz e Kevin Ribeiro decidiram iniciar um novo trabalho, convidando o baixista Cláudio Luiz e o baterista Flávio das Neves, compondo assim a formação original da Tubarão Martelo Rock Blues.

2-Há quanto tempo estão na estrada?
Comemoramos recentemente nosso sétimo aniversário.

3-Todos os integrantes são os mesmos desde o inicio do grupo?
Não. Já passaram pela banda 14 músicos diferentes.Hoje, da formação original, permanecem o vocalista Kiko Anderson e os guitarristas Kevin Ribeiro e Dayvison Luiz, que saiu em 2012 mas retornou neste ano, substituindo o Leonardo Lemos, que precisou se afastar para tratar de um problema de saúde.Na formação atual, temos conosco Ubirajara Pires (mestre Bira) no contrabaixo, que é o músico mais experiente do grupo, com mais de 30 anos de estrada musical e experiências por vários estilos distintos, como samba, forró, blackmusic ,mpb e, claro, Rock andRoll, e que por conta disso cumpre também o papel de nosso guru, nosso guia espiritual...rsrsrs Completando o time, na bateria , tocando conosco desde 2016, temos o mais jovem integrante da banda, o Felipe Juliboni.

4-De onde vieram?
Campos dos Goytacazes, região norte do estado do Rio de Janeiro, à 300 km da capital.

5-Conta um vexame que passou em algum show?
Haha... falar de vexames é sempre complicado..rsrsrs.Mas vamos lá..hehehehe...
Logo no início da banda, numa fase onde ainda éramos bastante amadores, fomos fazer um show numa cidade vizinha, num evento promovido por uma cervejaria.
Três ex integrantes da banda se empolgaram e passaram um pouco da conta na cerveja, e quando chegou a hora do show, os caras estavam meio que sem condições.O show começou e os caras não acertavam uma. Chegou um momento que a situação estava tão crítica que a organização do evento cortou a energia do palco para interromper a apresentação. Disseram que houve um curto circuito... Mas foi só sairmos do palco que a luz voltou e os show seguintes fluíram normalmente.A cervejaria que patrocinava o evento nos jurou de morte... hehehe...mas depois, em uma oportunidade futura, já com outra formação e uma postura bem mais profissional nossa, tivemos a oportunidade de nos redimir com a cervejaria em outro evento que participamos juntos, dessa vez na nossa cidade!! 
Hoje conseguimos rir disso, mas na época foi bastante vergonhoso... rsrsrs

6-O que foi mais difícil que tiveram q enfrentar com a banda?
Trabalhar com rock androll, na cena independente de uma cidade do interior é bastante complicado, principalmente quando se tem a proposta de fazer rock autoral. Gravar nosso disco foi algo bem difícil, pois precisamos investir uma boa grana para termos um trabalho com qualidade profissional, e muito por conta disso, esse processo de gravação se estendeu por 2 anos. Mas valeu apena, pq o trabalho do álbum ficou fodaaaaa!! Grande abraço para o nosso produtor Leonardo Moço e toda equipe do Golden Studio, onde rolaram gravações, edição, mixagem e masterização do disco!!

7-Qual foi o show mais marcante?
Difícil escolher um... Então vou citar 3! Hehehe
Em 2013 tocamos para mais de 5 mil pessoas na nossa cidade, abrindo o show da banda O Rappa, que foi o nosso maior público até então. Foi um momento que nos marcou bastante!!
Em 2014 nós nos apresentamos pela primeira vez na cidade do Rio de Janeiro, num famoso bar da época, chamado Rio Rock Blues. Foi uma das melhores apresentações da banda... houveram alguns contratempos antes e depois do show... rsrsrs... mas apresentação foi uma das melhores e mais viscerais que fizemos até hoje! Entrou pra história!
E a terceira foi em 2017, quando conseguimos pôr em prática um antigo sonho, que era a realização de um bloco de carnaval 100% rock androll na nossa cidade. Saímos pelas ruas do centro em cima de um trio elétrico, arrastando centenas de pessoas no bloco chamado Every Bode. Numa alusão aos “bois pintadinhos”, manifestação folclórica tradicional do carnaval da nossa região, criamos o nosso “bode pintadinho”, movido a rock androll!!!

8-Qual a canção da banda q mais gostam?
Essa pergunta é impossível de responder..hehehehe... é como perguntar para um pai de qual filho ele gosta mais.. rsrsrs...
Então vou responder pela voz do povo! As mais aclamadas pelo público são “Alligator Blues”, “Conduta” e “Comida de Tubarão”.

9-Quantos shows fazem por mês?
Varia bastante. Mas num mês bom, em torno de 4 a 6 shows.

10-Quem é a inspiração de vcspra banda?
Temos muitas inspirações e por muitos motivos diferentes também! Mas, para não me alongar muito, vou citar duas fontes de inspiração de artistas independentes aqui da nossa região, que certamente contribuem muito direta ou indiretamente com nossa forma de vivenciar a música e nossa história.1-) O Attivitá Power Trio, que é uma banda da cidade de Varre Sai (RJ) é uma inspiração pra nós, pois é uma banda independente assim como nós, mas que já tem um pouco mais de estrada, com dois álbuns lançados e uma garra tremenda nos trabalhos que realiza, e que sempre nos apoiou (Grande abraço, Fabinho Pimentel);2-) Lula Ferreira, que é um artista da nossa cidade também muito importante, da velha guarda do rock androll, um puta compositor, com quase 4 décadas de atividade e trabalhos memoráveis, como a antiga banda Barca do Som, que ganhou vários festivais e deixou um imenso legado nas terras Goytacá, além de ser um cara que sempre acreditou na gente, desde as bandas em que tocávamos antes de formarmos a Tubarão Martelo (salve Tio Lula!)

11-Quais cantores ou bandas q mais gostam?
Somos uma banda etariamente bastante heterogênea, que começa com os 23 anos de idade do Juliboni; passando pelos 27 e 29 de Kevin e Dayvison respectivamente; os 37 do Kiko até chegar aos 51 do Bira. Logo, nossos gostos variam bastante também.Eu tenho como ídolo maior Raul Seixas, mas também sou muito fã do Renato Russo, Engenheiros da Hawaii e Pink Floyd;Bira sem dúvidas é o mais eclético de nós, e curte bastante nomes como Michel Jackson, George Michael, James Brown, Sidney Magal, clássicos da funk music dos anos 70, e mais tanta coisa que nem dá pra enumerar!! Kevin é fortemente influenciado pelos grandes guitarristas e sonoridades do Hard Rock, como Slash do Gunsand Roses, e outras lendas da guitarra como Jimmy Page do Led Zeppelin e Brian May do Queen, RandyRhoads e Eric Clapton.Dayvisonjá curte DeepPurple, Led Zeppelin, Tim Maia, Matanza, Celso Blues Boy, Planet Hemp, O Rappa e Rock brasileiro dos anos 80;Julibonicurte Nu Metal e bandascomoTree Doors Down, Rage Against de Machine, Scalene e Dead Fish.

12-Como a família reagiu ao saber q escolheram estar no mundo da música?
Podemos dizer que não tivemos problemas quanto a isso. Acho que todos nós tivemos apoio de nossas famílias. Uns mais, outros menos, mas de certa forma, nossos familiares acham bacana!

13-As músicas são os integrantes que compõe?
Sim. Todas as músicas da banda foram compostas pelos integrantes, porém 3 canções (A.I., Boemia Blues e a faixa bônus “Reggae de Grussa”) tem co autoria de músicos não integrantes.

14-Qual canção as pessoas pedem mais?
As músicas que a galera mais curte e pede nos shows e cantam junto são “Alligator Blues”, “Conduta” e “Comida de Tubarão”. Porém “Peregrinação” e “Caronte” e “Boemia Blues” também são bem requisitadas.

16-Fato engraçado que ocorreu com a Banda?
Nosso show de estréiaem, 2011 rolou um fato inusitado.
Fomos tocar numa boate que existia aqui na nossa cidade, convidados por outra banda parceira, que se chamava Evolução da Espécie.Dentre os equipamentos que a casa disponibilizava para o show, tinha um corpo de bateria bem sambado.O Flávio, nosso primeiro baterista, era um cara que vinha do metal, e batia doído na batera!!!
No decorrer do show, a bateria foi meio que se diluindo nas mão e pés do Flávio.Primeiro, voou a maceta do bumbo, no meio da terceira música, e o Flávio, para não perder o tempo, foi obrigado a terminar a música chutando a pele do bumbo!!!
A maceta foi parar atrás do palco, e depois que o Flávio deu um jeito de prendê-la, foi a vez da estante de pratos soltar um dos pés!! Um brother nosso chamado Maizzena, subiu no palco e ficou segurando a estante sem pé!!
Depois foi a vez do suporte do tom desmontar, e um outro amigo nosso, o Samuel, subiu ao palco e sentou-se no chão, ao lado do Maizzena, e ficou segurando o tom.Depois foi o bumbo, a estante de caixa e no final do show, haviam uns 3 ou 4 caras segurando as partes da bateria para que nós pudéssemos concluir a apresentação!!
No final, o Flavio deu um bico na bateria e a pobre coitada se desintegrou completamente no palco. Nunca mais fomos convidados pra tocar naquela boate...hahaha

17-Qual sonho vcs ainda pretendem realizar em relação a banda?
Acho que são mais ou menos os sonhos de todas as bandas independentes como a nossa: atingir um bom reconhecimento no cenário; alcançar um número cada vez maior de fãs; fazer muitos shows Brasil a fora, participar de grandes festivais e alcançar uma independência financeira com nossa arte, para que não precisemos mais nos dividirmos entre a música e outras profissões, que todos nós temos!

18-Quem dá mais trabalho na hora de se arrumar pra shows?
Acho que pra se arrumar sou eu, mas quem dá mais trabalho pra todo o resto é o Bira... huahauhauhua

19-Uma mensagem para pessoas que acompanham o trabalho de vcs?
Gostaríamos de agradecer muito ao carinho dos nossos fãs que nos acompanham nosso trabalho, compram discos, curtem e cantam nossas músicas, nos apoiam e nos motivam a ontinuar sempre em frente!! Pra vcs, o nosso mais sincero Muito Obrigado!!
Gostaria de deixar um agradecimento super especial para o nosso brother Nilton Ferreira e toda a equipe da Rádio Baixada Santista!! Parabéns a todos pelo belo trabalho que realizam com o rock and roll, principalmente o rock autoral!!

E pra galera que tá curtindo ae essa entrevista, informamos que nosso álbum “Covil dos Tubarões” está disponível nas plataformas digitaisYoutube, SoundCloud, iTunes, Google Play e deixamos aqui o link da nossa pagina no facebook: https://www.facebook.com/tubaraomartelorockblues/

Nosso perfil: https://www.facebook.com/bandatubarao.martelo

Link do nosso canal do youtube: https://www.youtube.com/channel/UCZ0S3gfhDu7L7ZJU3EzX3hA

Link do nosso disco no Spotify: https://open.spotify.com/album/0VLlYO9wui0jzZr01B0E19

Nossa página no letras.com: https://www.letras.mus.br/tubarao-martelo/

Nosso email: tubaraomartelo.rock@gmail.com

E contato telefônico/Whatsapp: (22) 999484980 – Kiko Anderson

Obrigado a todos, e tomara que em breve tenhamos oportunidade de fazer um som aí, nessa terra boa que é Santos!!! Alô Alô produtores, chamem a gente!!! Hehehehe

Um Grande Abraço a todos!!!

Kiko Anderson

Vocalista da Tubarão Martelo Rock Blues.



____________________________________________________

Entrevista com a Banda Goops

1 -Como surgiu a banda?
R: Em um grupo no Facebook, weli - vocalista e baixista conhece Felipe - guitarrista e decidem formar o Grito de Ódio dos Oprimidos Pelo Sistema.

2-Há quanto tempo estão na estrada?
R: A Banda começou em 2014

3-Todos os integrantes são os mesmos desde o inicio do grupo?
R: A banda passou por várias formações até chegar a formação atual.

4-De onde vieram?
R: Cabo Frio - RJ

5-Conta um vexame que passou em algum show?
R: Falar sobre uma letra e esquecê-la antes de começar a cantar.

6-O que foi mais difícil que tiveram q enfrentar com a banda?
R: O momento em que fiquei sozinho na banda.Weli – vocalista e baixista

7-Qual foi o show mais marcante?
R: Tocar com o Cólera foi uma sensação indescritível.

8-Qual a canção da banda q mais gostam?
R: Cerveja. De tocar e tomar ( risos )

9-Quantos shows fazem por mês?
R: Fazemos em média de dois a três shows mensais

10-Quem é a inspiração de vcs pra banda?
R: Nos inspiramos muito nas bandas punk/HC brasileiras. DeadFish, Hateen, Project46, Cólera

11-Quais cantores ou bandas q mais gostam?
R: Legião Urbana, Slipknot, Glória , Flicts.

12-Como a família reagiu ao saber q escolheram estar no mundo da música?
R: Como a maioria das famílias reagem "isso não dá futuro"

13-As músicas são os integrantes que compõe?
R: Todas as músicas fazemos juntos, alguém vem com a melodia, na maioria das vezes o Weli põe a letra, e assim nascem nossas canções.

14-Qual canção as pessoas pedem mais?
R: "Olha o boi" a galera sempre pede, e a gente sempre tenta atender, mesmo não estando no repertório.

15-Quem é a pessoa mais quieta do grupo?
R: O Cássio (guitarrista) é bem caladão.

16-Fato engraçado que ocorreu com a Banda?
R: Arrebentar a corda do baixo minutos antes do show.

17-Qual sonho vcs ainda pretendem realizar em relação a banda?
R: Tocar no Rock in Rio rs

18-Quem dá mais trabalho na hora de se arrumar pra shows?
R: Todos somos bem tranquilos quanto a isso. Mas o Cássio precisa pentear as madeixas rs.

19-Uma mensagem para pessoas que acompanham o trabalho de vcs?
R: Nunca desistam dos seus sonhos, embora as coisas estejam difíceis, deixem suas dores de lado e mantenham- se de pé

Integrantes
Weli Manfredini - Baixo/Voz
Jhow - Bateria/Voz
Cassio Pollo - Guitarra/Voz

Siga nas Redes

Facebook: https://www.facebook.com/goopshc/
Youtube: https://youtu.be/u8KA7AaEu-8
Soundcloud: https://m.soundcloud.com/user-135097453/cerveja
Email: goopshc@gmail.com


Anunciantes