Converge vem ao Brasil pela 1º vez em março de 2020

Veterana banda norte-americana faz uma mistura única e mundialmente reconhecida entre o hardcore e o metal; será show único em São Paulo
Converge - poster
A espera enfim terminou. A Powerline orgulhosamente anuncia a histórica banda norte-americana Converge para fazer a tão aguardada estreia no Brasil – será show único, dia 21 de março de 2020, no Carioca Club, em São Paulo. Após quase 30 anos de carreira, o quarteto vem ao país como ícone absoluto do hardcore metal, dono de álbuns com status de clássicos devido à genialidade da profundidade e peso das composições de impacto descomunal.Pioneiros nos idos dos anos 90 na mistura entre o hardcore e o metal, o quarteto de Salem, próximo a Boston, é, sem dúvida, uma das bandas mais pedidas nas últimas duas décadas para se apresentar no país. São seguidos de perto por uma enorme legião de fãs, fanáticos pelas diversas texturas sonoras e a aura caótica oferecidas em doses cavalares, numa intensidade e dinâmica comparadas ao que fazem bandas tão seminais quanto, como Neurosis, The Dillinger Escape Plan e Norma Jean.

O Converge é mundialmente conhecido pelo autêntico – e pontual – rótulo ‘hardcore torto’, devido aos criativos, estridentes, pesados, carregados de groove e às vezes ora progressivos, ora complexos riffs. A pluralidade do Converge é criar músicas que dilaceram e, quase num mesmo instante, trazem conforto. A ousadia também é uma constante na carreira da banda: facilmente se encontra elementos de outras vertentes entre as músicas, como punk, thrash metal e até noise, sem nunca perder o fio condutor agressivo e barulhento.

O mais recente lançamento, o oitavo álbum da discografia, é The Dusk in Us (2017), que trilha os mesmos caminhos do anterior, o aclamado All We Love We Leave Behind (2012, com resenhas de destaque na Pithfork, Kerrang e Consequence of the Sound). Aqui, Jacob Bannon (vocal), Kurt Ballou (guitarra), Nate Newton (baixo) e Ben Koller (bateria) soam mais melódicos e menos ríspidos do que o clássico Jane Doe (2001), quase que unânime como um dos discos mais influentes da música pesada dos anos 2000.

Muito dos louros do Converge, aliás, é graças à criatividade e experiência do guitarrista Kurt, também um renomado produtor – é proprietário do estúdio GodCity, onde gravam High on Fire, Everytime I Die, Cave In, Orchid, Iron Reagan, entre outras. O baixista Nate é outro membro com uma intensa carreira paralela ao Converge: divide seu tempo como guitarrista e vocalista do supergrupo de sludge Old Man Gloom, além de também estar à frente do Doomriders e, recentemente, ter sido o baixista do Cavalera Conspiracy (banda formada pelos irmãos ex-Sepultura, Igor e Max).

De uma banda histórica, a expectativa é nada menos do que um show histórico para marcar a estreia do Converge no Brasil, fazer vale a pena a espera de décadas e ser um daqueles eventos que pessoas lembrarão e comentarão por anos a fio.

A arte do poster da turnê sul-americana, que também tem um data em Santiago, no Chile (20/3, no Blondie), foi produzida pelo vocalista Jacob Bannon.

SERVIÇO
Converge em São Paulo (21/3/2020)
Evento: https://www.facebook.com/events/719340981914810
Data: 21 de março de 2020
Horário: 18 horas
Local: Carioca Club (rua Cardeal Arcoverde, 2899, São Paulo/SP)
Ingresso: R$ 120,00 (1º Lote, meia promocional e estudante); R$ 180 (1º Lote, inteira)
Venda online: https://pixelticket.com.br/eventos/4585/converge-em-sao-paulo
Venda física: Locomotiva Discos (rua Barão de Itapetininga, 37 - Centro, SP)
Classificação etária: 16 anos

***
Converge-2016-Credit-David-Robinson-1500x1000Crédito: David-Robinson
Converge 06 by Reid HaithcockCrédito: Reid Haitchcock
***
converge-the-dusk-in-us-artwork
Ouça o mais recente disco do Converge, The Dusk in Us: https://spoti.fi/2BVOvDj
Contato para a imprensa
novo ID Powerline

Between the Buried and Me vem pela primeira vez ao Brasil

Between the Buried and Me vem pela primeira vez ao Brasil em março de 2020

São Paulo, no dia 15/3, recebe o último show da extensa turnê latino-americana com 9 datas

A banda norte-americana Between the Buried and Me, mundialmente consagrada há duas décadas devido à inusitada mistura de progressivo com elementos de diversas vertentes do heavy metal (do rock ao death metal), além de jazz e até de música eletrônica, enfim anuncia a estreia no Brasil. Com show único dia 15 de março de 2020 em São Paulo, o Fabrique Club receberá a sexteto com sua turnê especial em que executam, numa mesma noite, dois diferentes sets. A realização é da Powerline.

Moderno, pesado, às vezes introspectivo, mas sempre extremamente virtuoso e criativo, o Between the Buried and Me nunca se repete e propõe uma viagem sonora a cada música, por meio de brilhantes e bem encaixados dualismos: da calmaria ao caos, da tensão à redenção, e da vagarosidade a velocidades incríveis – as mudanças rítmicas e compassos são constantes. Tem guitarras distorcidas, melodia, agressividade, mas tem guitarras limpas, dedilhados e sutis, uso constante de teclados, junto a vocais limpos e passagens com guturais.
Apresentar dois diferentes sets numa mesma noite pode soar excêntrico, mas não para uma banda como Between the Buried and Me, que sempre fugiu de padrões e abusou de experimentações e misturas ao longo dos 20 anos de história. Trata-se de uma ótima solução para, numa primeira vez no Brasil, tocar músicas de distintas fases da excepcional e diversificada discografia – são 10 discos de estúdio, três ao vivo e um EP (com 30 minutos de música!). As músicas são tocadas em ordem cronológica.
Em entrevista a uma mídia europeia no começo deste ano, sobre a turnê mundial com dois sets, o baixista Dan Briggs explica que optar por uma apresentação mais extensa justamente neste momento da carreira é uma forma da banda explicar a própria evolução ao longo dos anos. “Às vezes, entender a dinâmica do Between the Buried and Me reside em respirar nova música e exalar material antigo”.
O baixista ainda assegura aos fãs que esta é a oportunidade experimentar a imersão sonora da banda: existe uma coesão ímpar na forma como constroem o repertório duplo com músicas de 2002 a 2019, em alusão ao primeiro disco, homônimo, e ao último lançamento Automata II, passando pelo conceitual e inspirado Coma Ecliptic, o monumental e cultuado The Great Misdirect e o intrincado Alaska.
Não resta dúvida de que uma apresentação ao vivo do Between the Buried and Me dia 15/3/2020 é, especialmente, para fãs de música complexa e reflexiva, feita por músicos talentosos e minuciosos. Um deleite para fãs de Dillinger Escape Plan, TesseracT, Opeth e Devin Townsend Project.
SERVIÇO
Between the Buried and Me em São Paulo
Evento: https://www.facebook.com/events/1010476025966484/
Data: 15 de março de 2020
Horário: 18 horas (portas)
Local: Fabrique Club (rua Barra Funda, 1071 – Barra Funda, São Paulo/SP)
Ingresso: R$ 110,00 (1º Lote, meia promocional, mediante entrega de 1 quilo de alimento no dia do evento, e estudante)
Venda online: https://pixelticket.com.br/eventos/4500/between-the-buried-me
Venda física: Locomotiva Discos - sem taxa, somente em dinheiro (rua Barão de Itapetininga, 37 - SP/SP)
Classificação etária: 16 anos

novo ID Powerline

Aplicativos


 Locutor Ao vivo


RBSROCK

RBSROCK

Peça Sua Música

Nome:
E-mail:
Seu Pedido:


Top 5

01.

02.

03.

04.

05.

Anunciantes